Acesso Canadá: Um Guia sobre Exportação para o Canadá

Acesso Canadá: Um Guia sobre Exportação para o Canadá

Com uma população de 37,6 milhões de habitantes, o Canadá é o décimo maior mercado de importação do mundo. O Canadá depende do comércio exterior, o que se reflete em muitos acordos comerciais bilaterais e multilaterais que o país negociou e continua a negociar com outros ao redor do mundo.

Os principais mercados consumidores estão em três províncias: Ontário (Toronto), Quebec (Montreal) e Colúmbia Britânica (Vancouver). A maioria dos importadores está nas áreas de Toronto e Montreal. A liberação alfandegária de mais de 85% de todas as importações ocorre nas províncias de Ontário e Quebec, e, em seguida, os produtos importados são distribuídos por todo o Canadá.

As importações vinham aumentando continuamente antes de a pandemia da COVID-19 atingir o país, como na maioria dos outros países do mundo. Antes da pandemia, o PIB do Canadá crescia a uma taxa média de aproximadamente 2%, e outros indicadores econômicos sugeriam que havia estabilidade econômica. Ainda não está claro que impacto a pandemia terá, no curto e no médio prazo, sobre as importações e as condições econômicas gerais do país.

icon-logo
Os Estados Unidos continuam sendo o maior parceiro comercial do Canadá e foram responsáveis por mais da metade de todas as importações do Canadá em 2019. A China e diversos outros países asiáticos estão entre os principais exportadores para o Canadá. O México é o maior exportador para o Canadá na América Latina (o que se deve, em grande parte, ao Acordo CUSMA, entre o Canadá, os EUA e o México).

Existem três setores-chave no mercado importador canadense de interesse para os exportadores de países em desenvolvimento: alimentos; têxteis e vestuário; e decoração para casa. As importações de produtos agroalimentares totalizaram $11,2 bilhões em 2019, as importações de têxteis e roupas atingiram $14 bilhões em 2019, as importações de produtos de decoração para o lar atingiram $3 bilhões em 2019, sendo os EUA e a UE importantes fornecedores.

icon-logo
O Canadá tem sua própria Estrutura de Tarifas Aduaneiras, baseada no Sistema Harmonizado de Descrição e Codificação de Mercadorias, geralmente denominado “Sistema Harmonizado” ou simplesmente “SH” (ou HS em inglês: Harmonized System). A Agência Canadense de Serviços de Fronteiras (CBSA, na sigla em inglês) é a agência governamental canadense responsável pelos serviços   alfandegários e pelo cumprimento da legislação de fronteiras do Canadá. A CBSA também fornece a lista de países com os tratamentos tarifários aplicáveis.

As certificações canadenses e internacionais são uma questão importante para as PMEs que considerem o Canadá como um mercado de destino para suas exportações. Além de cumprir as leis e regulamentações canadenses, os exportadores talvez devam, também, obter certificações adicionais de terceiros, como o GAP Global, o Rainforest Alliance e as certificações ISO, visto que alguns importadores podem exigir essas certificações.

icon-logo
Algumas opções estão disponíveis para exportadores que desejam vender para o Canadá. As PMEs   exportadoras devem decidir se exportam diretamente para um importador-distribuidor ou varejista no Canadá; ou se exportam indiretamente por meio de intermediários em seu país ou no Canadá, como distribuidores, agentes e despachantes ou empresas de importação/exportação. Existem diversas maneiras de identificar compradores no Canadá. Tradicionalmente, as feiras são uma ótima opção para encontrar compradores, mas, com a pandemia, o futuro desse tipo de atividade permanece incerto. Revistas e diretórios comerciais também são uma boa ferramenta para identificar os compradores. Os exportadores podem usar diversas ferramentas (como o banco de dados de importadores canadenses) para identificar compradores. Eles também podem entrar em contato com sua embaixada (ou alto comissariado) e consulado no Canadá para obter ajuda.

Em resumo, o primeiro passo que os exportadores devem dar quando planejarem vender para o Canadá é desenvolver estratégia de entrada no mercado com os seguintes componentes: analisar a demanda do mercado pelos seus produtos; compreender o ambiente regulatório no Canadá; e identificar potenciais   compradores. Para estar pronto a exportar para o Canadá, é importante que os exportadores façam seu dever de casa de forma cuidadosa e completa.

¡Nuestra oficina se ha mudado!

A partir del 10 de junio, nuestra oficina se trasladará a:
66 Slater - Suite 2100, Ottawa,

Ontario K1P 5H1